Planejamento Estratégico e Gestão de Aduanas, 1ª Edição

Graças aos nossos doadores e países parceiros:


Direção do curso

Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) (www.iadb.org) através de seu Setor de Integração e Comércio.


Patrocínio

Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) (www.iadb.org), através de seu Setor de Integração e Comércio em colaboração como Instituto para a Integração da América Latina e do Caribe (INTAL) (www.iadb.org/es/intal)


Colaboradores

O Instituto Interamericano para o Desenvolvimento Econômico e Social (INDES) (http://www.indes.org). Contribui na revisão pedagógica dos materiais, e na formação de tutores. 

Fundação Centro de Educação à Distância para o Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (CEDDET)  (www.ceddet.org) colabora com o acompanhamento acadêmico dos participantes através da sua plataforma formativa.

A Secretaria Geral do Sistema de Integração Centroamericana (SG SICA) (www.sica.int/sgsica/). Fornece os materiais do curso.


Objetivos do curso

Objetivos gerais: 

  • Conhecer as principais ferramentas necessárias para o projeto, execução e monitoramento de estratégias institucionais.
  • Analisar as chaves para desenvolver um planejamento estratégico eficaz.

Objetivos específicos: 

  • Desenvolver capacidades em matéria de planejamento estratégico aplicado às administrações aduaneiras.
  • Debater sobre as principais ferramentas orientadas ao planejamento estratégico nas aduanas.
  • Promover o intercâmbio de informação e experiências entre os funcionários e empregados das aduanas da América Latina.

Datas do curso: de 6 de outubro a 7 de dezembro de 2014 (9 semanas de duração).

Prazo de inscrição: Até 2 de outubro de 2014.  FECHADO


Público a que se dirige

Este curso se dirige exclusivamente aos participantes que forem convidados pela Direção do curso.

Serão selecionados 40 participantes. Seu perfil se corresponderá, em termos gerais, com funcionários de aduanas, ministérios, agências nacionais e agentes do setor privado da América Latina, envolvidos na regulação e controle das operações de comércio exterior e seus impostos.

Os participantes deverão possuir um título universitário ou equivalente. É aconselhável uma experiência laboral de  pelo menos, três anos relacionada com assuntos aduaneiros ou de outras unidades tributárias.


Preço ao público em geral

O preço do curso por participante sem bolsa é de US$3.000,00.

Não obstante, com o fim de cooperar no processo de modernização e fortalecimento institucional na América Latina, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) concede 40 bolsas a todos os participantes latinoamericanos que superem o processo de seleção. 


Método do curso

O curso é virtual e se desenvolve em uma plataforma virtual na qual um grupo reduzido de participantes (40) começa e finaliza sua capacitação ao mesmo tempo. Durante este período, os participantes estão sujeitos a um seguimento regular, sistemático, personalizado e planificado. E o desenvolvimento das atividades está orientado à aprendizagem colaborativa entre os participantes, e entre estes e o professor do curso. 


Corpo Docente

Coordenadora do curso:

  • Clecy Maria Busato Lionço.

Consultora independente especializada em Aduanas e Comércio Exterior, Brasil. Licenciatura em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Paraná, Brasil. Carreira Diretor Tributário Nacional e Administração Aduaneira (Secretaria da Receita Federal do Brasil) há mais de 20 anos, ele já trabalhou nesta instituição como Auditor-Fiscal e funções técnicas e de gestão em todo o país. Aposentado desde o final de 2008, nos anos seguintes, ele foi consultor de organizações nacionais e internacionais sobre questões relacionadas com a administração aduaneira e facilitação do comércio.  


 Equipe de tutores:

  • Mercedes Cano Martínez.

Chefe da Dependencia Provincial de Aduanas e Impuestos Especiales de Valencia, Espanha. Licenciada em Direito pela Universidade de Valência. Diretor de Career, Inspector Tributária do Estado desde 1998. Ele tem experiência no setor público a responsabilidade gerencial e técnico espanhol. Ocupou diversos cargos na Agência Administração Tributária do Estado espanhol nas áreas de fiscalização, arrecadação, administração fiscal e aduaneira. Com vasta experiência no trabalho em equipe, liderança de grupos de diferentes tamanhos e negociação, tem participado activamente em vários fóruns internacionais. No ensino participa regularmente de cursos de formação em comércio exterior e desenvolvimento questões de gestão de capacidade e liderança para Supervisão e Controle de Alfândegas e Planejamento Estratégico e Gestão das Alfândegas. Autor de publicações e livros sobre o assunto e colaborador de publicações periódicas costumes e questões fiscais. 


  • Emely França de Paula. 

Em 33 anos, ocupou várias posições na Administração Aduaneira: chefe de valoração, sistemas de informatizados e de julgamento, e Coordenadora-Geral de Administração. Coordenou projetos de reforma de larga escala: desenvolvimento/implementação do SISCOMEX – aplicação que monitora, gerencia e controla as importações mediante comunicação entre as áreas administrativa, aduaneira e cambial e com os importadores; desenvolvimento do Plano de Modernização da Administração Aduaneira do Brasil, que objetivou aumentar a performance do Estado no controle do comércio exterior. Os 111 projetos desenvolvidos com o suporte da PriceWaterhouseCoopers - Planejamento Estratégico e Governança, Recursos Humanos, Infraestructura e Recursos Financeiros, Tecnologia da Informação, Relacionamento Externo, Modelo Legal e Processos - identificam, descrevem, apresentam objetivos e benefícios, requisitos, barreiras, passos e atividades, áreas envolvidas e estimativas de custos internos e externos. A implementação iniciada em 2009 tem conclusão prevista para 2023; e atuou como consultora da Crown Agentes Oversea na área de auditoria pós desembaraço na exportação para a Alfândega de Angola estabelecendo técnicas, formas, requisitos e processos para o controle, avaliação e gestão, e ministrando curso de formação, desde a preparação do material didático à realização de auditorias pelas equipes formadas. Atualmente, presta serviços de consultoria para governos e empresas na área aduaneira.


  • Clecy Maria Busato Lionço. 

 

 Ver Coordenadora do corso.

  


 

PROGRAMA

 

Módulo 0: “MANEJO DA SALA DE AULA VIRTUAL” (uma semana).

Módulo 1: “A MISSÃO E VISÃO DAS ADMINISTRAÇÕES ADUANEIRAS”. Emely de Paula (uma semana).

  • Introdução e objetivos do módulo.
  • Estratégias de modernização aduaneira da perspectiva da OMA.
  • Conceito e características dos termos "Missão" e "Visão" das organizações. O mapa estratégico e os processos para sua determinação.
  • Gestão estratégica nas aduanas: "Missão e "Visão" das organizações aduaneiras.
  • estabelecimento de objetivos estratégicos nas Aduanas da América Central.

 Módulo 2: “O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E SUA CONEXÃO COM A GESTÃO DE ADUANAS”. Clecy Busato (uma semana).

  • O planejamento em geral.
  • O planejamento estratégico.
  • Um enfoque prático de planejamento estratégico nas aduanas.

 Módulo 3: “FERRAMENTAS PARA O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EM ADUANAS”. Mercedes Cano (uma semana).

  • Introdução.
  • Análise SWOFT.
  • Análise de partes interessadas.
  • Marco Lógico.
  • Quadro de Mando Integral.
  • Gestão de intangíveis em processos de mudança organizacional.

SEMANA DE DESCANSO E RECUPERAÇÃO INTERMEDIÁRIA.

Módulo 4: "INDICADORES DE GESTÃO DE ADUANAS". Emely de Paula (uma semana)

  • Objetivos do módulo.
  • Teoria geral dos indicadores de gestão.
  • A gestão aduaneira.
  • Os indicadores de gestão para as aduanas.
  • Um caso prático: o sistema de indicadores do BID.

Módulo 5: "GESTÃO POR RESULTADOS NO ÂMBITO ADUANEIRO". Emely de Paula (uma semana).

  • Introdução.
  • A Gestão por resultados.
  • Estrutura da Gestão por Resultados.
  • Ferramentas metodológicas.
  • Componentes do sistema.
  • A experiência da Espanha.

Módulo 6: "BOAS PRÁTICAS DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO NAS ADUANAS". Clecy Busato (uma semana).

  • Introdução e objetivos do módulo.
  • Elementos que fortalecem o planejamento estratégico em aduanas de acordo com as recomendações da OMA.
  • Gestão estratégica de risco, um complemento importante do planejamento estratégico em aduanas.

 SEMANA DE DESCANSO E RECUPERAÇÃO FINAL.

Nota: os presentes materiais foram revisados com base nas decisões ministeriais tomadas no marco da Nona Conferência Ministerial da Organização Mundial do Comércio celebrada em Bali, Indonésia, em dezembro de 2013. Os ajustes foram realizados com a finalidade de refletir um maior alinhamento entre a temática do curso e as prioridades identificadas na Declaração Ministerial e decisões de Bali, da que participaram todos os membros do BID. 

Declaração de Bali 


Certificação

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), através de seu Setor de Integração e Comércio, expedirá um diploma de aproveitamento para os participantes que cumprirem os objetivos do curso e superarem as respectivas provas de avaliação.

A Direção do curso, baseando-se na avaliação de cada tutor sobre a participação nas atividades propostas, será responsável por avaliar se o participante supera os critérios de exigibilidade para a obtenção do diploma. 


Política de transparência e qualidade

Ao finalizar o curso os participantes realizarão uma pesquisa de avaliação do mesmo. A Fundação CEDDET garante o completo anonimato nas respostas, já que todos os dados das pesquisas são armazenados diretamente no servidor de um Cartório na Espanha e permanecem custodiados por ela. 


 Com a colaboração: 

ImprimirE-mail

Fundación Ceddet